sexta-feira, 23 de novembro de 2012

Para amar alguém

Primeiro afaste qualquer traço de desamor por si próprio. Esteja com a mente e o coração abertos. Não pré-julgue ninguém. Nunca censure as atitudes das pessoas. Busque a essência das pessoas ao seu redor. Não se deixe enganar pela "máscara" que as pessoas usam. Procure ver o que está por trás. Esteja preparado para aceitar diferenças. Não busque a perfeição em ninguém. Quando isso estiver acontecendo, Olhe no espelho com todos os olhos abertos. Seja você mesmo, não faça tipos, Isso irá destruir o construído em pouco tempo. Primeiro ame, não espere reciprocidade instantânea. Ame de verdade. E deixe esse amor ir contaminando a outra pessoa. Não se importe com a opinião de ninguém, Ninguém sente o que você sente, Logo não tem como julgar nada. Ame apenas por amar. Sinta isso como uma coisa só sua, Não faça planos e nem projete o futuro. Quase sempre não funciona assim. O amor tem caminhos mais tortuosos é... Enfim, esteja preparado para se entregar, Em troca de nada. Nada de cobranças, nada de exigências, Apenas ame, E verá que na maioria das vezes, Mesmo sem você esperar, A reciprocidade acontece. E viva o amor na maior intensidade que seu coração for capaz. Dê muito amor, e que esta seja sua meta. Quanto mais você der seu amor, mais ele cresce. E esteja certo que o é. Para amar alguém, Apenas AME...

Rédeas do destino

Aquilo que existe em mim e faz parte de mim, pode ser transformado. Aquilo que é do outro, e faz parte do outro, só pode ser transformado pelo outro; E será compreendido e aceito por mim dentro dos meus limites. Posso falar ao outro como me sinto em relação ao que ele faz ou diz. Mas não tenho o poder de controlar o que ele faz ou diz. Não posso afirmar: “aquilo que você fez ou disse me feriu”. Eu é que me feri com aquilo que o outro fez ou disse. Sou dono das minhas emoções, sensações e sentimentos. Sou dono das minhas atitudes, pensamentos e palavras. Não é coerente dizer que fiz algo com alguém só porque alguém fez outra coisa comigo primeiro. Agindo assim, sou apenas resposta e eco. É mais valioso optar por agir ao invés de apenas reagir. É mais sensato perceber que sou senhor das minhas ações, e se faço ou fiz algo, sou o grande responsável por isso. Reconheço que as rédeas do meu destino estão em minhas mãos. E me recuso a segurar as rédeas do destino do outro. Busco o amor em sua mais bela expressão. E por isso abro mão de querer ter o controle sobre a vida do outro. Quero amar com liberdade. Quero amar com plenitude. Quero amar… antes de tudo porque é bom amar

Alguém precisa de vc***

Você já se sentiu alguma vez como um zero à esquerda, ou seja, sem valor algum? Você pode responder que não, mas outras tantas pessoas já tiveram o seu dia de baixa auto-estima. São aqueles dias em que a gente olha ao redor e não consegue ver nada em que possamos ser úteis. No entanto, e por essas mesmas razões, há sempre alguém que precisa de você. Há pessoas caladas que precisam de alguém para conversar. Há pessoas tristes que precisam de alguém que as conforte. Há pessoas tímidas que precisam de alguém que as ajude vencer a timidez. Há pessoas sozinhas que precisam de alguém para conversar. Há pessoas com medo que precisam de alguém para lhes dar a mão. Há pessoas fortes, mas que precisam de alguém que as faça pensar na melhor maneira de usar a sua força. Há pessoas habilidosas que precisam que alguém as ajude a descobrir a melhor maneira de usar sua habilidade. Há pessoas que julgam não saber fazer nada e que precisam de alguém que as ajude a descobrir o quanto podem fazer. Há pessoas apressadas que precisam de alguém que lhes mostre tudo o que não têm tempo para ver. Há pessoas impulsivas que precisam de alguém que as ajude a não magoar os outros. Há pessoas que se sentem perdidas e precisam de alguém que lhes mostre o caminho. Há pessoas que se julgam sem importância alguma e precisam de alguém que as ajude a descobrir como são valiosas. E você, que muitas vezes pensa não ter nenhuma utilidade, pode ser justamente a pessoa que alguém está precisando agora... É claro que você não precisa, nem pode ser a solução para todos os problemas, mas faça o melhor ao seu alcance. Se não puder ser uma árvore frondosa no topo da colina, seja um arbusto no vale – mas seja o melhor arbusto do vale. Se não puder ser um arbusto, seja um ramo mas seja o ramo mais exuberante a enfeitar a paisagem. E se não puder ser um ramo, seja um pequeno tapete de relva para dar alegria a algum caminhante... Se deseja ser um lindo ramalhete de flores perfumadas, e não consegue, seja uma singela flor silvestre – mas seja a mais bela. E nesse esforço de ser útil a alguém que precisa de você, irá cada vez se tornando mais forte e mais confiante. E todos as alegrias que espalhar pelo caminho serão as mesmas alegrias que encontrará na própria estrada. Por mais difícil que esteja a situação, nunca deixe de lembrar que alguém precisa de você. E o mais importante: você pode ajudar alguém. A Terra é uma grande escola, onde o Criador nos matriculou para que aprendamos a ser felizes. A grande maioria das pessoas que habita este planeta não é completamente feliz. Somos todos caminhantes da estrada chamada evolução, e, num momento ou noutro pode ser que precisemos de alguém. Assim sendo, como sempre estamos rodeados de pessoas, é importante que você fique alerta, pois ao seu lado pode estar alguém que precise de você, neste exato momento. Redação do Momento Espírita

Se o amanhã não vier...

Texto que foi anexado no mural de comunicações internas da Gol, um dia após à queda do Boing, pelo marido de uma das aeromoças mortas. Boa reflexão a todos. Se eu soubesse que essa seria a última vez que eu veria você dormir, eu me aconchegaria mais apertado e rogaria ao Senhor que a protegesse. Se eu soubesse que essa seria a última vez que veria você sair pela porta, eu a abraçaria, beijaria você mais vezes e a chamaria de volta para abraçar e beijar uma vez mais. Se eu soubesse que essa seria a última vez que ouviria a sua voz em oração, eu filmaria cada gesto e gravaria cada palavra para que eu pudesse ver e ouvir de novo, dia após dia... Se eu soubesse que essa seria a última vez, eu gastaria um minuto extra, ou dois, para parar e dizer: “EU TE AMO”, ao invés de assumir que você já sabia disso... Se eu soubesse que essa seria a última vez, eu estaria do seu lado, partilhando do seu dia, ao invés de pensar:”Bem, tenho certeza de que outras oportunidades virão, e eu posso deixar passar esse dia”... É claro que haverá um amanhã para se fazer uma revisão, e nós teríamos uma segunda chance de fazer as coisas da maneira certa. É claro que haverá um outro dia, para dizermos, um para o outro: “EU TE AMO”. E, certamente, haverá uma nova chance de dizermos, um para o outro: “Posso te ajudar em alguma coisa?” Mas no caso de eu estar errado, e hoje ser o último dia que temos, eu gostaria de dizer: O QUANTO EU AMO VOCÊ. E espero que nunca esqueçamos disso. O dia de amanhã não está prometido a ninguém, jovem ou velho, e hoje pode ser sua última chance de segurar bem apertada a mão de quem você ama. Se você está esperando pelo amanhã, por que não fazer HOJE? Porque se o amanhã não vier você, com certeza, se arrependerá pelo resto de sua vida, de não ter gasto aquele tempo extra num sorriso, num abraço, num beijo... porque você estaria muito ocupado para dar àquela pessoa aquilo que acabou sendo o último desejo dela... Então abrace a sua amada, o seu amado, HOJE, AGORA, bem apertado. Sussurre nos seus ouvidos dizendo o quanto você a ama e o quanto a quer junto de si! Gaste um tempo para dizer: ”ME DESCULPE”, “POR FAVOR”,”ME PERDOE”,”OBRIGADO” ou ainda “NÃO FOI NADA”, “ESTÁ TUDO BEM”... Porque se o amanhã jamais chegar, você não terá que se arrepender pelo dia de hoje, pois o passado não volta e o futuro talvez não chegue... De todos os dias de sua vida há apenas dois nos quais você nada poderá fazer… O ONTEM e o AMANHÃ!!! Faça o que tiver que fazer HOJE. INDIQUE ESSA MENSAGEM AOS SEUS AMIGOS PARA QUE ELES MEDITEM A RESPEITO...

quarta-feira, 31 de outubro de 2012

Desabafe mais! Confidencie mais!

Vamos, aprenda a amar a si mesmo! Aprenda a amar a todos, indistintamente. E encontre a grande razão de sua existência! Pare imediatamente de se maltratar! Pare de adoecer e fale mais de seus sentimentos. Fale daquelas emoções escondidas, reprimidas. Desabafe mais. Confidencie mais! Partilhe mais a sua intimidade, seus segredos, seus sonhos e desejos. Isso faz um bem enorme! O ato corajoso de se abrir, de falar é uma poderosa terapia, sabia? Tome as decisões que está esperando. Agora é o seu melhor momento, acredite! A indecisão só faz acumular problemas e preocupações. Já que tem que tomar uma decisão, tome já! Sua vida é uma decisão! Sua vida! Sua decisão! E saiba que a solução sempre está em suas mãos, totalmente a seu alcance. É só desejar. As respostas estão bem na sua frente! O mundo está nas suas mãos e te pertence por merecimento seu! Pense com positivismo! Viva assim! Queira ser numa pessoa alegre, otimista, companheira, decidida, dinâmica e corajosa! Tenha uma atitude assim porque você merece. Seja sempre honesto com você mesmo e nunca mais viva de aparências, tá? Aceite-se! Seja verdadeiro! Seja real! Seja ético! Seja transparente! Sinta e veja a alegria, a vida correrem livremente à sua frente. E hoje, dê de presente pra você mesmo umas boas risadas! Proporcione a você e às pessoas que encontrar um dia feliz, alegre que possa valer a pena vivê-lo! Bom Dia! Bom Divertimento! Fique com Deus! Nunca esqueça que as melhores coisas do mundo não podem ser tocadas, nem desperdiçadas. Devem ser intensamente vividas e sentidas com o seu coração. Luis Carlos Mazzini

Amar

Amar é uma decisão... Amar é dedicação... Amar é um verbo e o fruto dessa ação é o amor. O amor é um exercício de jardinagem. Arranque o que faz mal, prepare o terreno, semeie seja paciente, regue e cuide...mas, se prepare porque haverá pragas, secas ou excesso de chuvas... nem por isso abandone seu jardim... simplesmente AME...valorize, respeite, dê afeto, ternura, admire e compreenda.... A vida sem amor...não tem sentido Ágape - Marcelo Rossi

Caminhos

Na vida é impossível parar. Mesmo quando decidimos não avançar, a vida avança. E às vezes temos mesmo a impressão que ela corre. E nesse nosso viver, encontramos diariamente caminhos na nossa frente. Em cada situação há sempre uma opção de estrada. Escolhemos então a mais longa, mais curta, mais fácil, mais difícil, somos guiados por vontades, necessidades, coração, emoções e na verdade nem sempre sabemos onde nos conduzirá nossa escolha E é preciso a cada dia, cada passo, seguir e assumir. Ninguém, ninguém mesmo pode ou deve ser responsável pelas nossas escolhas. E mesmo se damos ouvidos a um amigo, aos pais, a escolha final e responsabilidade final sempre será nossa. Muitas vezes sofremos porque escolhemos caminhos errados. E sabemos que não há volta para as caminhadas da vida, mas sempre teremos a opção de dirigir nossos passos para direções diferentes. E então uma nova escolha se dá. Com todos os riscos possíveis. Amar alguém, sentir amizade por alguém, não é uma escolha. Pelo menos não voluntária, da nossa mente. Do coração, eu diria, pois não temos controle, não podemos negar sentir esse amor ou essa amizade. Mas podemos decidir seguir esse amor e essa amizade. Isso também é uma escolha, caminho. O importante é não parar. Li uma vez que "água estagnada apodrece" e penso que ninguém gostaria de viver como água estagnada. Devemos ser como as águas dos rios, correndo sempre em alguma direção, regando flores que nascem do lado, matando sede de pássaros e homens, desembocando em grandes mares. E assim segue nossa vida... Cabe a cada um a responsabilidade da escolha diária. E tudo o que posso dizer com certeza de que não há erro possível na escolha, é aquela de seguir o grande, o verdadeiro Caminho. Para os outros, que a sabedoria esteja no coração de cada um para que as escolhas estejam o mais perto possível daquilo que chamamos felicidade. Letícia Thompson

Das Afliçoes

Há dores que não encontram sinônimos. Não existem palavras que possam amenizá-las. Há situações em que o silêncio é a única opção, é pausa para uma reflexão, ainda que muda, tardia, é noite que não termina, é ausência do dia. Inútil o pranto, inútil o canto, apenas um olhar de espanto... Que do dia se faça música, pois a noite vem, e enquanto pode, embala o filho querido, ame o seu pai, ainda que incompreendido, a sua mãe, ainda que cheia de falhas, o irmão que se deu como rebelde, ainda que cheio de dificuldades, com dissabor, pois tudo é ausência do amor. Se ainda não encontrou aquela pessoa especial, segue amando a todos sem distinção, não se entregue a futilidade da lamentação, antes, alimente a alma, enriqueça o coração, seja o que pode levar uma palavra de consolo, o que atende, o que espera, o que aguarda. O que ainda que ferido, não fere, pois em tudo se compadece. Ainda que a dor venha te visitar, que te deixe mudo, sem ar, ainda assim, olhe para o horizonte, lá estão dois olhos a espreitar, sondam a sua alma, vem confortar, é Deus em infinita misericórdia, esperando o seu recomeçar. Ainda que o dia pareça um fardo pesado, é um presente que só se revela a cada passo dado. É caminho sem volta para eternidade, chave da felicidade. Nunca deixe de lutar! Eu acredito em você! Paulo Roberto Gaefke

Aborto de Sentimentos

Lygia Cavalcanti
Abortar sentimentos é uma tarefa pesada demais para qualquer pessoa.Requer uma certa dose de valentia e coragem,que nem sempre temos. Saber que se perdeu uma guerra,não porque se fugiu da luta,e sim por total falta de armas para continuar lutando,é muito doloroso. Posso dizer a você,que foi uma luta insana(como toda luta que já nasce perdida),onde o amor perdeu para a indiferença e o silêncio. Foram dias que se tornaram mêses,numa batalha inútil,onde o desgaste emocional foi intenso e muito dolorido. Pensamos que podemos amar sozinhos,que podemos amar por nós mesmos e pelo outro.Pensamos que somos forte o suficiente para suportar e superar a indiferença e o silêncio de quem amamos.Mera ilusão.Somos frágil,sensiveis,humanos.Não há como amar sozinho. Reconhecer que se perdeu,não a pessoa amada(não se perde o que nunca se teve),mais sim ,a perda da luta da conquisa. Admitir o fracasso,diante de um amor tão gigantesco foi mais doloroso do que a luta penosa e inglória para tentar conquistá-lo. Noites insones,noites perdidas em lágrimas,desejando desesperadamente por um sinal que nunca chegou,por um gesto,por um ato de compaixão. Saiba que lutei o quanto pude e vi todas as minhas tentativas se esvair,sem dó,sem piedade.A cada tentativa frustrada,era como se uma espada de ponta afiada penetrasse em meu peito,rasgando minha alma.Era uma chicotada nos rins,num açoite sem limite e sem fim. Saio dessa guerra vazia,sem rumo...saio com uma única certeza:que lutei com unhas e dentes por um lunático,digo lunático,porque as vezes chego a pensar que tudo foi uma criação da minha cabeça,que tudo não passou de uma fantasia por mim criada. Saio de cabela baixa,como todo perdedor,saio com a sensação de impotência, por não poder lutar contra o silêncio devastador,o verdadeiro e único vencedor dessa guerra que chega ao fim,deixando um rastro de amargura e dor.

sexta-feira, 21 de setembro de 2012

Errar é Humano

A vida é uma folha de papel em branco, onde cada um de nós tem de escrever suas palavras, sejam uma ou duas... e depois cessar. Então escreva algo de grandioso, mesmo que tenha tempo apenas para uma linha. Que ela seja sublime. Não é crime errar. O crime é mirar baixo!”. Erros acontecem. Você e eu os cometemos no passado e, infelizmente, iremos cometê-los outra vez no futuro. Se você nunca cometeu erros no seu trabalho, ou não está trabalhando há muito tempo, ou então não está fazendo muita coisa. Todos nós falhamos e cometemos erros. Na verdade, as pessoas bem-sucedidas sempre têm mais falhas que a média das pessoas comuns. (...) É sempre melhor fracassar em alguma coisa, que ser excelente em não fazer nada. (...) Certo dia, o diretor de um banco comunicou a um dos seus vice-diretores que iria aposentar-se e que o escolhera para ser seu sucessor na chefia da empresa. O jovem ficou extasiado pela honra que lhe era conferida e, ao mesmo tempo, preocupado com a responsabilidade inerente ao cargo. Assim que se refez do espanto, agradeceu: - Obrigado, senhor! Em seguida, num tom mais sério, disse: - Sempre o admirei muito pela sua habilidade à frente dos negócios. Qual é o segredo do seu sucesso? O velho diretor pôs a mão no queixo, pensou um instante e em seguida replicou: - Saber tomar decisões acertadas. - E como foi que o senhor aprendeu a tomar decisões acertadas? Indagou o jovem. Com um brilho diferente no olhar, o diretor respondeu: - Tomando algumas erradas. (...) Ninguém aprende a tomar decisões acertadas sem antes fazer algumas erradas. Quem não assimila as lições dos erros cometidos nunca poderá obter sucesso. Quando você cometer um erro, admita-o. Não tente encobri-lo e fingir que nunca aconteceu, ou ainda que não foi realmente um erro. E, por favor, nunca atribua a culpa a qualquer outra pessoa, especialmente alguém que trabalha para você! (...) (...) Deus jamais vê qualquer um de nós como um fracasso. Ele nos vê apenas como aprendizes. Gotas de Paz

quinta-feira, 20 de setembro de 2012

O que é preciso para ser feliz

Toda hora alguém põe o dedo no seu nariz e diz: "faça isso" ou "faça aquilo". Dê um basta. Pra ser feliz, você deve obedecer só a si mesma. Você já reparou como enfrentamos diariamente uma tempestade de estímulos, informações e influências? São muitas: você precisa disso, tem de comprar aquilo, tem de ler tal livro, você deve assistir aquele filme, tem de melhorar, tem de estar atualizada, tem de. Ufa! Se deixar, a sociedade cria um zilhão de necessidades pra gente. Ou seja, nos dá um zilhão de tarefas. Resultado: chega um momento em que as pessoas ficam realmente perdidas num mar de atividades que não representam uma verdadeira conexão com a alma. Sim, porque satisfação só existe quando há um elo com a necessidade verdadeira. A falsa necessidade exige nossos esforços, nos esgota e não recompensa. Sabe o que eu tenho sentido? Que todas as pessoas precisam ter um centro. Caso contrário, o mundo as leva a um caminho que não tem nada a ver com elas. Então, vamos lá: chegou a hora. Centre-se no silêncio do seu mundo interior. Diga não a tudo que está à sua volta e que não tenha uma conexão direta e profunda com sua alma. Não permita que terceiros façam escolhas por você. Deixe as influências caminharem. Esse é um dos segredos da serenidade. Continue: pergunte, lá no fundo, do que é que você precisa realmente para ser feliz. Confronte-se já! Gente, vocês não imaginam como essa atitude faz toda a diferença. Sabe aquelas pessoas que comem compulsivamente, engordam e acham que está tudo bem? Pois é, isso denuncia que algo está errado. Isso significa que, nas profundezas da alma, há uma insatisfação, que é fruto de necessidades não atendidas. Amadureça! Assuma as próprias responsabilidades. É você com você. Ai, estou gorda e viciada, Ai, porque a doença da minha filha está acabando comigo... O que é isso? Você já parou para confrontar o seu eu? Puxa vida, eu percebo como as pessoas vivem em busca de coisas passageiras: lutar pela reputação, por ser chique, por ser bacana, por não poder errar... Mas será que esses sentimentos que surgem dispersam sua energia ou têm a ver com a sua alma, lhe fazem sentir-se bem? Avalie! Vamos dar uma parada hoje! Promova um momento de confronto consigo mesma. Olhe para você. Estabeleça uma nova disciplina em favor da sua alma, da sua libertação, da sua paz. E não me venha com problema e choradeira, porque isso não resolve nada. Fica na lamentação e não se encara. Fica na culpa e não se encara. Fica no deveria. Não, ninguém deve nada. Se você pegou essa coluna para ler agora é porque está preparada para se confrontar. Todo momento é de restauração. Quando damos um passo em direção ao que a natureza quer de nós, anulamos as atitudes passadas, os desencontros e as perdas. Quando as catástrofes, os desastres ou as doenças vêm até nós, é pra nos mostrar que estamos negligentes, voltados a um mundo fantasioso e negativo, em vez de cultivarmos dentro de nós as sementes da generosidade e do bem. Sim, porque a alma tem necessidade de ser boa. Ela precisa sentir a realização, o amor, a paz. Afinal, esse é o mundo do espírito, o mundo da nossa alma. Definitivamente, pare, sinta e caminhe em direção àquilo que realmente lhe faz bem. Luiz Antônio Gasparetto

Terapia do Elogio

Renomados terapeutas que trabalham com famílias, divulgaram uma recente pesquisa onde nota-se que os membros das famílias brasileiras estão cada vez mais frios, não existe mais carinho, não valorizam mais as qualidades, só se ouvem críticas. As pessoas estão cada vez mais intolerantes e se desgastam valorizando… os defeitos dos outros. Por isso, os relacionamentos de hoje não duram. A ausência de elogio está cada vez mais presente nas famílias de média e alta renda. Não vemos mais homens elogiando suas mulheres ou vice-versa, não vemos chefes elogiando o trabalho de seus subordinados, não vemos mais pais e filhos se elogiando, amigos, etc. Só vemos pessoas fúteis valorizando artistas, cantores, pessoas que usam a imagem para ganhar dinheiro e que, por conseqüência, são pessoas que têm a obrigação de cuidar do corpo e do rosto. Essa ausência de elogio tem afetado muito as famílias. A falta de diálogo em seus lares, o excesso de orgulho impede que as pessoas digam o que sentem e levam essa carência para dentro dos consultórios. Destroem seus casamentos, e acabam procurando em outras pessoas o que não conseguem dentro de casa. Comecemos a valorizar nossas famílias, amigos, alunos, subordinados. Vamos elogiar o bom profissional, a boa atitude, a ética, a beleza de nossos parceiros ou nossas parceiras, o comportamento de nossos filhos. Vamos observar o que as pessoas gostam. O bom profissional, o bom filho, o bom pai ou a boa mãe, o bom amigo, a boa dona de casa, a mulher e o homem que se cuidam… enfim vivemos numa sociedade em que um precisa do outro, é impossível se viver sozinho, e os elogios são a motivação na vida de qualquer pessoa. Quantas pessoas você poderá fazer feliz hoje elogiando de alguma forma? Então elogie alguém hoje! Eu começo: Você é muito especial e com certeza o mundo é mais bonito… por causa de você! Arthur Nogueira – Psicólogo

terça-feira, 18 de setembro de 2012

DESAFIOS

A vida só é possível através dos desafios. A vida só é possível quando você tem tanto o bom tempo quanto o mau tempo, quando tem prazer e dor; quando tem inverno e verão, dia e noite; quando tem tristeza tanto quanto felicidade, desconforto tanto quanto conforto. A vida passa entre essas duas polaridades. Movendo-se entre essas duas polaridades, você aprende a se equilibrar. Entre essas duas asas, você aprende a voar até a estrela mais brilhante. Nascemos para atingirmos o êxtase, a felicidade suprema, é nosso direito de nascença. Mas as pessoas são tão tolas, nem mesmo exigem seus direitos de nascença. Ficam mais preocupadas com aquilo que os outros possuem e começam a correr atrás dessas coisas. Nunca olham para dentro, nunca procuram em suas próprias casas. Uma pessoa inteligente irá começar sua busca a partir de seu ser interior. Este será o ponto de partida de sua exploração, porque a menos que eu saiba o que está dentro de mim, como poderei sair procurando mundo afora? O mundo é tão vasto. E aqueles que olharam para dentro encontraram imediatamente aquilo que buscavam. Não é uma questão de progresso gradual, é um fenômeno súbito, uma iluminação repentina. Osho

A maneira como você está vivendo cria sua doença

Felicidade é a natureza do homem. Você não precisa se preocupar absolutamente sobre a felicidade, ela já está presente. Ela está em seu coração – você só precisa parar de ser infeliz, você precisa parar o funcionamento do mecanismo que cria a infelicidade. Contudo, ninguém parece estar preparado para isso. As pessoas dizem, “Quero a felicidade”. Isso é como se você dissesse, ‘Eu quero saúde’ – e você continua se apegando à sua doença e você não permite a doença ir embora. Se o doutor prescreve o remédio, você o joga fora; você nunca segue nenhuma receita. Você nunca vai para um passeio matinal, você nunca vai nadar, você nunca vai correr na praia, você nunca pratica qualquer exercício. Você continua comendo obsessivamente, você continua destruindo sua saúde – e continuamente você segue perguntando onde encontrar saúde. Mas você não muda o mecanismo que cria a enfermidade. Saúde não alguma coisa a ser alcançada em algum lugar, ela não é um objeto. Saúde é um jeito de viver totalmente diferente. A maneira que você está vivendo cria enfermidade, a maneira que você está vivendo cria miséria. Por exemplo, as pessoas chegam para mim e dizem que gostariam de ser felizes, mas elas não podem abandonar seus ciúmes. Se você não pode abandonar seu ciúme, o amor nunca irá crescer – as ervas daninhas do ciúme destruirão a rosa do amor. E quando o amor não cresce, você não pode ser feliz. Porque quem pode ser feliz sem o amor crescer? A menos que essa rosa floresça em você, a menos que essa fragrância seja liberada, você não pode ser feliz. Agora as pessoas querem felicidade – mas apenas por querer, você não pode obtê-la. Querer não é o bastante. Você terá que penetrar no fenômeno da sua miséria, como você a cria – como em primeiro lugar você se tornou miserável, como você continua se tornando miserável a cada dia – qual é a sua técnica? Porque felicidade é um fenômeno natural – se alguém está feliz não há nenhuma habilidade nisso, se alguém está feliz, não necessita de nenhum talento para ser feliz. Os animais são felizes, as árvores são felizes, os pássaros são felizes. Toda a existência é feliz, exceto o homem. Somente o homem é tão engenhoso para criar infelicidade – ninguém mais parece ser tão talentoso. Portanto, quando você está feliz, isso é simples, é inocente, não é nada para se gabar. Mas quando você está infeliz, você está fazendo grandes coisas a si mesmo; você está fazendo algo realmente difícil. Osho, em "The Path of Paradox"

quarta-feira, 9 de maio de 2012

Viva com determinação

A vida melhora imensamente quando você para de deixar as coisas acontecerem e passa a fazer as coisas acontecerem. Ao invés de ser uma vítima, seja alguém que faz. Ao invés de procurar alguém para culpar, procure pelo que você pode fazer. Ao invés de perguntar: “Por que isso aconteceu comigo?", pergunte "O que posso fazer?” Estabeleça suas prioridades e concentre-se em seus objetivos. Nenhuma situação pode lhe derrotar quando você vive com determinação. As coisas que lhe acontecem têm uma importância menor ao lado do que você pode fazer com elas. Seu senso de direção, seu comprometimento e ação eficaz guiarão você em qualquer situação, não importa o que aconteça. Seja responsável nos seus pensamentos, suas palavras, suas crenças, suas ações. Faça a vida acontecer e ela acontecerá para você também.

A pedra da felicidade

Nos tempos das fadas e bruxas, um moço achou em seu caminho uma pedra que emitia um brilho diferente de todas as que ele já conhecera. Impressionado, decidiu levá-la para casa. Era uma pedra do tamanho de um limão e pertencia a uma fada, que a perdera por aqueles caminhos, em seu passeio matinal. Era a Pedra da Felicidade. Possuía o poder de transformar desejos em realidade. A fada, ao se dar conta de que havia perdido a pedra, consultou sua fonte de adivinhação e viu o que havia ocorrido. Avaliou o poder mágico da pedra e, como a pessoa que a havia encontrado era um jovem de família pobre e sofredora, concluiu que a pedra poderia ficar em seu poder, despreocupando-se quanto à sua recuperação. Decidiu ajudá-lo. Apareceu ao moço em sonho e disse-lhe que a pedra tinha poderes para atender a três pedidos: um bem material, uma alegria e uma caridade. Mas que esses benefícios somente poderiam ser utilizados em favor de outras pessoas. Para conseguir realizar os poderes, cabia-lhe pensar no pedido e apertar a pedra entre as mãos. O moço acordou desapontado. Não gostou de saber que os poderes da pedra somente poderiam ser revertidos em proveito dos outros. Queria que fossem para ele. Tentou pedir alguma coisa para si, apertando a pedra entre as mãos, sem êxito. Assim, resolveu guardá-la, sem muito interesse em seu uso. Os anos se passaram e este moço tornou-se bem velhinho. Certo dia, rememorando seu passado concluiu que havia levado uma vida infeliz, com muitas dificuldades, privações e dissabores. Tivera poucos amigos, porém, reconhecia ter sido muito egoísta. Jamais quisera o bem para os outros. Antes, desejava que todos sofressem tanto quanto ele. Reviu a pedra que guardara consigo durante quase toda sua existência; lembrou-se do sonho e dos prováveis poderes da pedra. Decidiu usá-la, mesmo sendo em proveito dos outros. Assim, realizou o desejo de uma jovem, disponibilizando-lhe um bem material. Proporcionou uma grande alegria a uma mãe revelando o paradeiro de uma filha há anos desaparecida e, por último, diante de um doente, condoeu-se de suas feridas, ofertando-lhe a cura. Ao realizar o terceiro benefício, aconteceu o inesperado: a pedra transformou-se numa nuvem de fumaça e, em meio a esta nuvem, a fada - vista no sonho que tivera logo ao achar a pedra - surgiu, dizendo: - Usaste a Pedra da Felicidade. O que me pedires, para ti, eu farei. Antes, devias fazer o bem aos outros, para mereceres o atendimento de teu desejo. Por que demoraste tanto tempo para usá-la? O homem ficou muito triste ao entender o que se passara. Tivera em suas mãos, desde sua juventude, a oportunidade de construir uma vida plena de felicidade, mas, fechado em seu desamor jamais pensara que fazendo o bem aos outros colheria o bem para si mesmo. Lamentando o seu passado de dor e seu erro em desprezar os outros, pediu comovido e arrependido: - Dá-me, tão somente, a felicidade de esquecer o meu passado egoísta.

O caminho mais curto

Zé era uma dessas pessoas que vivia fugindo das dificuldades. Sempre procurou o caminho mais curto e cômodo. Era mestre em atalhos. Nem sempre suas soluções eram as melhores. Mas sempre estavam de acordo com os seus próprios interesses. Sofrimento era uma palavra que simplesmente não existia no dicionário do Zé. Tudo o que pudesse provocar algum tipo de desconforto era imediatamente colocado em segundo lugar. Coisas como: solidariedade, amor, humildade, perdão... Um dia Zé morreu... Ao chegar ao Céu encontrou São Pedro em frente a uma grande porta com uma imensa cruz de mais ou menos cinco metros. Zé saudou o Santo com a intimidade de um velho conhecido, do jeito que fazia com os amigos nos bares da vida, quando queria pedir algum favor. Depois, então, Zé lhe perguntou: - Qual o caminho mais curto para o céu? São Pedro respondeu: - Seja Bem-vindo, Zé! A porta é por aqui mesmo... Entre! Zé entrou e viu uma longa escada, bastante estreita e pedregosa. E perguntou imediatamente, como fazia nos velhos tempos: - Não tem um caminho mais curto? São Pedro respondeu com ternura e autoridade: - Não, Zé. O caminho é esse mesmo. Todos os que entram no céu passam por aqui. E tem mais. Você deverá levar esta Cruz até lá. São apenas cinco quilômetros de caminhada. O Zé olhou para a Cruz e pensou com seus botões: - Vou dar um jeitinho. Agradeceu e saiu com sua Cruz em direção ao Paraíso. Caminhou um quilômetro sem dificuldades. Foi então que viu um serrote esquecido no chão. Olhou ao redor, não viu ninguém e não resistindo a tentação, cortou um metro da Cruz. Continuou o seu caminho, mas levou junto o serrote. Mais um quilômetro, mais um metro cortado. Mais um quilômetro... Cortou outro metro. Quando faltava apenas cem metros para chegar no Céu só havia mais um metro da Cruz. E lá ia o Zé carregando a cruz sem dificuldade, como sempre fez durante toda sua vida. Foi então que aconteceu o inesperado. Para chegar até o Céu, seria necessário atravessar um precipício. A distância até a outra margem era de cinco metros. Zé podia ver apenas um fogo intenso no fundo do precipício. Faltou coragem... ele não seria capaz de saltar tão longe. Desanimado, sentou. Lembrou então a oração do Anjo da Guarda que aprendera com sua avó. Começou a rezar ... e logo seu Anjo da Guarda apareceu e perguntou: - Ei Zé... O que você está esperando? A festa lá no Céu está uma maravilha! Você não está escutando a música e as danças? Porque você está aqui sentado? Zé respondeu: - Cheguei até aqui, mas tenho medo de pular este precipício. O Anjo, então, exclamou: - Ora Zé, use a ponte! - Que ponte? Perguntou o Zé. E o Anjo respondeu: - Aquela que São Pedro lhe deu lá na entrada! Onde está a sua ponte, Zé? E Zé, compreendendo o seu grande erro, respondeu tristemente ao Anjo: - Eu cortei! Os caminhos mais curtos sempre nos levam a algum lugar, mas nem sempre nos ajudam a alcançar os nossos objetivos.

O melhor está Pra começar

Tudo que você fizer na sua vida faça com prazer. Fuja das situações onde você é obrigado a fazer alguma coisa somente para agradar essa ou aquela pessoa, porque no final das contas o grande prejudicado será você. A mesma regra vale para o trabalho que você arrumou somente para não ficar desempregado, lógico que em tempos difíceis qualquer emprego é melhor que o desemprego, mas isso não significa que você deve aceitar e ficar de braços cruzados esperando por uma nova oportunidade, corra atrás de um novo emprego (na área que você deseja) enviando seu currículo para diversas empresas, conversando com amigos e principalmente, fazendo cursos na área deseja. Lembre-se esteja sempre preparado para o melhor. Nos relacionamentos vale a mesma coisa, ficar por ficar, namorar por namorar, estar casado por estar é pura perda de tempo, por mais que uma das partes possa disfarçar e empurrar com a "barriga" a situação, uma hora a pessoa vai esquecer de representar e pronto! Se você vive gostando de quem não gosta de você, trabalha onde não suporta, estuda onde não consegue respirar, faz um curso porque pagaram pra você fazer, e almoça onde não quer, está na hora de virar a mesa e tomar decisões que levem em conta a sua maneira de ser, o seu jeito de viver e ser feliz. Por favor, respeite-se, adore-se, ame-se de verdade e pare de sofrer por antecipação. Ninguém pode fazer por você aquilo que só você sabe que precisa, que deseja e que espera da vida. A sorte está lançada, você tem duas opções: ficar parado e reclamando de braços cruzados, ou tomar as rédeas da vida e lutar para conquistar tudo o que você tem direito.

Amanhã pode ser muito tarde

Se esta bravo com alguém, e ninguém faz qualquer coisa para consertar a situação ...conserte você. Talvez hoje, aquela pessoa ainda quer ser seu amigo, e se você não consertar isto, talvez amanhã pode ser muito tarde. Se este apaixonado por alguém, mas a pessoa não sabe ...diga a ela. Talvez hoje, aquela pessoa também esteja apaixonado por você e se você não falar isto hoje, talvez amanhã pode ser muito tarde. Se você morre de desejos de dar um beijo em alguém... então dê. Talvez aquela pessoa também quer seu beijo, se você não dá isto a ela hoje, talvez amanhã pode ser muito tarde. Se você ama alguém e acha que este te esqueceu então diga a ele. Talvez aquela pessoa sempre o amou e se você não lhe disser isso hoje, talvez amanhã pode ser muito tarde. Se você precisa de um abraço de um amigo você deve pedir-lhe. Talvez ele precise isto mais que você, e se você não lhe pedir hoje, amanhã pode ser muito tarde. Se você realmente tem amigos, aos quais aprecia ... fale isto a eles. Talvez eles também o apreciem, e se eles partem ou vão embora, talvez amanhã pode ser muito tarde. Diga hoje... talvez amanhã pode ser muito tarde.

Corra mais riscos

Texto de Leo Buscaglia. Retirado do livro "Vivendo, Amando e Aprendendo". Rir é arriscar-se a parecer tolo. Chorar é arriscar-se a parecer sentimental. Estender a mão aos outros é arriscar-se a se envolver. Mostrar os seus sentimentos é expor a sua humanidade. Expor suas ideias e sonhos diante do povo é arriscar a sua perda. Amar é arriscar-se a não ser amado. Tentar é arriscar-se ao fracasso. Mas os riscos têm que ser corridos, pois o maior perigo na vida é não arriscar nada. A pessoa que não arrisca nada não faz nada, não tem nada e não é nada. Pode evitar o sofrimento e o pesar, mas não pode aprender sentir, mudar, crescer, viver ou amar. Acorrentado por suas certezas e vícios, é um escravo. Sacrificou o seu maior predicado, que é a sua liberdade individual. Só a pessoa que arrisca é livre.

Alegria de viver

A alegria é o único sentimento que, em vez de ser diminuído e dividido, deve – de preferência – ser somado e multiplicado aos montes... A energia da alegria é contagiante e impulsiona. Por isso contagie a todos com sua alegria, sem vergonha de parecer maluco ou ridículo. Esbanje esse sentimento começando pelo sorriso... Além de ser a demonstração mais visível da alegria, o sorriso ajuda a prevenir o envelhecimento, as rugas e diversos tipos de doenças. Encarar a vida com alegria é a melhor maneira de ter mais saúde, atrair amizades e – quem sabe um grande amor. Afinal, o sorriso costuma ser a senha para uma aproximação, uma conversa, uma dança. É a porta de entrada de nosso coração. Desarme-se, a guerra não leva a nada. Uma postura ameaçadora, em guarda, conduz gradativamente a uma vida solitária e vazia. E ninguém sonha com um futuro assim! Dê-se uma chance; faça algo diferente – alimente a alma! Mexa-se, saia; dê espaço ao novo em sua vida. Relaxe – aproveite o dia... Não deixe a vida passar sem experimentar essa sensação transformadora.

Amor maiúsculo

Um homem de idade já bem avançada foi até uma clínica para fazer um curativo na mão ferida. Estava apressado, dizendo-se atrasado para um compromisso, e enquanto o tratava a enfermeira perguntou sobre qual o motivo da pressa. Ele disse que precisava ir a um asilo para, como sempre, tomar o café da manhã com sua mulher que estava internada lá. Disse que ela já estava há algum tempo nesse lugar porque tinha um Alzeimer bastante avançado. Enquanto acabava de fazer o curativo, a enfermeira se ela não se alarmaria pelo fato de ele estar chegando mais tarde. - Não, ele disse. Ela já não sabe quem eu sou. Faz quase cinco anos que não me reconhece. Estranhando, a enfermeira perguntou? - Mas se ela já não sabe quem o senhor é, porque essa necessidade de estar com ela todas as manhãs? Ele sorriu e disse: - É . Ela não sabe quem eu sou, mas eu contudo sei muito bem quem é ela.

Viver não dói!

Carlos Drummond de Andrade Viver não dói. O que dói é a vida que não se vive. Definitivo, como tudo o que é simples. Nossa dor não advém das coisas vividas, mas das coisas que foram sonhadas e não se cumpriram. Por que sofremos tanto por amor? O certo seria a gente não sofrer, apenas agradecer por termos conhecido uma pessoa tão bacana, que gerou em nós um sentimento intenso e que nos fez companhia por um tempo razoável, um tempo feliz. Sofremos por quê? Porque automaticamente esquecemos o que foi desfrutado e passamos a sofrer pelas nossas projeções irrealizadas, por todas as cidades que gostaríamos de ter conhecido ao lado do nosso amor e não conhecemos, por todos os filhos que gostaríamos de ter tido junto e não tivemos, por todos os shows e livros e silêncios que gostaríamos de ter compartilhado, e não compartilhamos. Por todos os beijos cancelados, pela eternidade interrompida. Sofremos não porque nosso trabalho é desgastante e paga pouco, mas por todas as horas livres que deixamos de ter para ir ao cinema, para conversar com um amigo, para nadar, para namorar. Sofremos não porque nossa mãe é impaciente conosco, mas por todos os momentos em que poderíamos estar confidenciando a ela nossas mais profundas angústias se ela estivesse interessada em nos compreender. Sofremos não porque nosso time perdeu, mas pela euforia sufocada. Sofremos não porque envelhecemos, mas porque o futuro está sendo confiscado de nós, impedindo assim que mil aventuras nos aconteçam, todas aquelas com as quais sonhamos e nunca chegamos a experimentar. Como aliviar a dor do que não foi vivido? A resposta é simples como um verso: se iludindo menos e vivendo mais.

A cor do mundo

O velho senhor descansava sentado em velho banco à sombra de uma árvore, quando foi abordado pelo motorista de um automóvel que estacionou ao seu lado: - Bom dia! - Bom dia! Respondeu o ancião. - O senhor mora aqui? - Sim, há muitos anos... - Venho de mudança e gostaria de saber como é o povo daqui. Como o senhor vive aqui há tanto tempo deve conhecê-lo muito bem. - É verdade, falou o ancião. Mas por favor me fale antes da cidade de onde você vem. - Ah, É ótima! Maravilhosa! Gente boa, fraterna... Fiz lá muitos amigos. Só a deixei por imperativos da profissão. - Pois bem, meu filho. Esta cidade é exatamente igual. Vais gostar daqui. O forasteiro agradeceu e partiu. Minutos depois apareceu outro motorista e também se dirigiu ao ancião: - Estou chegando para morar aqui. O que me diz do lugar? O ancião, lançou-lhe a mesma pergunta: - Como é a cidade de onde você vem? - Horrível! Povo orgulhoso, cheio de preconceitos, arrogante! Não fiz um único amigo naquele lugar horroroso! - Sinto muito, meu filho, pois aqui você encontrará o mesmo ambiente... Assim somos nós....vemos no mundo e nas pessoas algo do que somos, do que pensamos, de nossa maneira de ser. Se vemos o mundo com lentes escuras do pessimismo, tudo à nossa volta nos parecerá escuro...envolto em trevas. Se estamos turvados pelo desânimo, o universo que nos rodeia se apresenta desesperador. Mas, se ao contrário, estivermos otimistas, sentiremos que em todas as situações há aspectos positivos e cheios de entusiasmo. A cor do mundo, portanto, depende da nossa ótica...da maneira como estamos nos sentindo, afinal, o exterior estará sempre refletindo o que levamos no interior.

O que é a verdade?

Contam as lendas que a verdade foi enviada por Deus ao mundo em forma de um gigantesco espelho. E quando o espelho estava chegando sobre a face da terra, quebrou-se, partiu-se em inumeráveis pedaços que se espalharam por todos os lados. As pessoas sabiam que a verdade era o espelho, mas não sabiam que ele havia se partido. E por essa razão, as que encontravam um dos pedaços, acreditavam que tinham nas mãos a verdade absoluta, quando na realidade possuíam apenas uma pequena parte. E quem deterá a verdade absoluta? A verdade absoluta só Deus a possui e a vai revelando ao homem na medida em que este esteja apto para conhecê-la. Assim é que os inventores, os cientistas, os pesquisadores, vão descobrindo a cada século novas verdades que se acumulam e fomentam o progresso da humanidade. É como se fossem juntando os pedaços do grande espelho e conseguissem abranger uma parcela maior. E assim, a verdade é conquistada graças aos esforços dos homens e não por uma revelação bombástica sem proveito para quem a recebe. Ademais, depois que a verdade é descoberta, ninguém pode encarcerá-la, nem guardá-la só para si. Quem experimenta o sabor da verdade, não mais permanece o mesmo. Toda uma evolução nele se opera e uma transformação radical e libertadora é inevitável. Por vezes a nossa cegueira não nos deixa vê-la, mas ela está em toda parte, latente, dentro e fora do mundo e é, muitas vezes, confundida com a ilusão. Retida na consciência humana, é, a princípio, uma chispa que as forças do auto-conhecimento e do auto-aperfeiçoamento transformarão em uma estrela fulgurante. A verdade emancipa a alma e a completa. Infinita, vitaliza o microcosmo e expande-se nas galáxias. Vibra na molécula, agiganta-se no espaço ilimitado, e encontra-se ao alcance de todos. É perene e existe desde todos os tempos e sobreviverá ao fim das eras. A verdade é Deus. E para penetrá-la faz-se necessário diluir-se em amor como os grãos de açúcar em um cálice de água em movimento. Só agora podemos compreender o motivo pelo qual Jesus calou-se quando Pilatos Lhe perguntou: "o que é a verdade?" A verdade é luz que se expande. Aquece sem queimar e vivifica sem produzir cansaço. A meditação facilita-lhe o contato, a oração aproxima o homem da sua matriz e a caridade propicia a vivência com ela. A humildade abre a porta para que adentre no coração do homem e a fé facilita-lhe a hospedagem nos sentimentos.